O dom das lágrimas

quinta-feira, 25 de agosto de 2016


Chorar faz parte da nossa natureza humana, não é mesmo? Mas nós nos perguntamos: chorar é um dom?! Como é isso? Veja: quando Deus toca em alguém, há uma comoção tão profunda na alma da pessoa, que ela chora. Deus, ao ver nossa situação de sofrimento, toca-nos. Não é um simples toque humano, mas um toque de Deus! Esse toque nos comove, leva-nos a chorar. Esse toque traz em si uma força salvadora.

Em Judite 8,17 está escrito: “Roguemos ao Senhor com lágrimas que nos conceda a sua misericórdia como lhe aprouver, para que, assim como se perturbou o nosso coração com o orgulho de nossos inimigos, do mesmo modo encontremos glória em nossa humilhação”.

A partir desse texto, compreendemos que somente Deus pode transformar em vitória aquilo que hoje é nossa humilhação. O dom das lágrimas existe para isso, para que experimentemos essa ação de Deus, que transforma a nossa humilhação em vitória.

O contexto dessa passagem do livro de Judite nos traz um grande sofrimento vivido pelo povo eleito: estavam cercados pelo exército inimigo, com muita sede e totalmente desesperados, haviam perdido a fé. Que triste isso! Quantas vezes nós somos também tentados a “deixar para lá”, a desistir da luta, a exemplo do que fez aquela multidão diante do rei.

A Palavra do Senhor nos traz, em Judite 7,22, o seguinte: “Fatigados enfim de gritar e de chorar, eles se calaram”. Veja só: eles simplesmente se cansaram de tanto chorar!
E o rei Ozias, diante do desespero daquela multidão, propõe o seguinte: “Ozias levantou-se então banhado em lágrimas: ‘Coragem, meus irmãos!’ – disse ele.- ‘Esperemos (ainda) cinco dias a misericórdia do Senhor. Talvez se aplaque a sua cólera e dê glória ao seu nome. Entretanto, se depois de cinco dias não nos chegar socorro algum, faremos o que propusestes’” (Jt 8,23-25).

E aí entra a figura de Judite que, percebendo o equívoco do rei, age da seguinte forma:
“Sabendo, pois, que Ozias tinha prometido entregar a cidade dentro de cinco dias, mandou alguém chamar os anciãos Cabri e Carmi, e estes vieram ter com ela. Ela disse-lhes: ‘Como é possível que Ozias tenha consentido em entregar a cidade aos assírios dentro de cinco dias, se não nos chegar socorro? Quem sois vós para provocar o Senhor? Não é esse o meio de atrair a sua misericórdia, mas antes o de excitar a sua cólera e acender o seu furor. Vós impusestes ao Senhor um prazo para exercer a sua misericórdia e fixastes-lhe um dia ao vosso arbítrio! 
Mas o Senhor é paciente; façamos, pois, penitência por isso e peçamos-lhe perdão com lágrimas nos olhos, pois Deus não ameaça como os homens e não se deixa arrastar como eles à violência da cólera. Humilhemo-nos diante dele e prestemos-lhe nosso culto com espírito de humildade. Roguemos ao Senhor com lágrimas que nos conceda a sua misericórdia como lhe aprouver, para que, assim como se perturbou o nosso coração com o orgulho de nossos inimigos, do mesmo modo encontremos glória em nossa humilhação’” (Jt 8,9-17).“O dom das lágrimas existe para isso, para que experimentemos essa ação de Deus”.

Meus irmãos, quantas vezes vivemos situações de tamanho sofrimento, que nem temos mais palavras para nos expressar diante do Senhor? Faltam-nos as palavras. Simplesmente, não temos mais palavras para dirigir ao Senhor e somente conseguimos nos expressar a Ele por meio das nossas lágrimas. O dom das lágrimas é um poderoso dom de intercessão.
O Senhor pede que confiemos na Sua misericórdia, que não percamos essa certeza de que Ele cuida de nós. Deus não está alheio, não está distante de nós! Não se trata, no entanto, simplesmente de chorar. Vou ficar chorando sem parar, porque eu tenho o dom das lágrimas… Não! Chorar todo mundo chora. A questão é: como eu tenho chorado? Alguém já chorou de raiva? Já percebeu que quanto mais choramos de raiva, mais raiva sentimos? Então, não é apenas chorar. Se eu choro de raiva, a raiva aumenta. Se eu choro de tristeza, vou definhando a tal ponto que não tomo mais banho, não me alimento mais e assim por diante.

Afinal, qual é o choro que vai me fazer experimentar o dom das lágrimas? É aquele choro que esvazia o meu coração, o meu interior, pois quanto mais eu me esvazio de mim mesmo, esvazio-me dessas coisas que oprimem o coração, mas eu me encho da Graça de Deus. E são essas lágrimas que nos deixam mais leves.

Sim, vou ficando mais leve a ponto de não ter mais nada de ruim dentro do meu interior. Esse choro de esvaziamento é manifestação do dom das lágrimas. E daí o Senhor me enche do Seu amor, da Sua consolação. É um choro que me leva para Deus! Não é um choro que me deixa amuado num canto, sem comer, sem tomar banho etc., mas sim um choro que nos leva de volta para Deus. Aqui, então, cabe outra pergunta: onde você tem chorado? Saiba que suas lágrimas são intercessão. As mães compreendem muito bem o que é isso. Recordo-me de, quantas vezes, minha mãe chorou por minha causa! Convido a você, que é mãe, a chorar na presença de Deus. Chore diante d’Ele, chore com Ele.

Com quem você tem chorado? Há momentos em que choramos sozinhos. Não é verdade? E há momentos em que choramos com os nossos irmãos. Recordo-me de quando morei em Palmas (TO). Foi um tempo em que chorei muito, quando vivi muitas situações que foram para mim um grande aprendizado. Chorei, porque Deus estava trabalhando no meu coração. E como eu chorei sozinho naquele tempo!

Deus coloca pessoas que ficam ao nosso lado no momento do choro, pessoas que nos consolam mesmo sem palavras. Você tem pessoas assim, pessoas que não precisam lhe dizer nada, palavra alguma, mas que basta apenas a presença delas para consolar o seu coração? Nós precisamos dessas pessoas amigas, de dentro de casa, pois nem sempre conseguimos chorar sozinhos; precisamos de colo.

Deus quer transformar sua angústia em vitória, e o dom das lágrimas existe para isso. Mas é preciso que queiramos esse dom e confiemos que o Senhor quer nos presentear com essa graça.
Sabe, talvez você esteja se fazendo de “durão”, de “durona”, dizendo que tal situação ou pessoa não merece suas lágrimas. Não chore por essa pessoa, mas sim por você mesmo! Eu tenho visto pessoas serem transformadas por coisas tão simples! Simples como o ato de chorar, mas quando o fazem na presença de Deus.

Se você trabalha pela sua família, você faz bastante! Se você reza por eles, você faz muito. Mas se você sofre e chora pela sua família, você faz tudo.

Meu irmão, que tomemos o cuidado de não “dar um prazo” a Deus (como fez o rei Ozias no seu desespero). Tenhamos a paciência de esperar aquilo que Deus preparou para nós. Meu irmão, se hoje você tem lágrimas, então chore, mas sempre na presença do Senhor. Não perca sua paciência, mas aguarde o tempo de Deus. Espere com confiança, fazendo das suas lágrimas a sua oração.

Fonte: Canção Nova

0 comentários:

Como Retornar?

Como Retornar?
Dicas para voltar a ter intimidade com Deus

Pesquisar neste Blog

Liturgia Diária

Liturgia Diária
Canção Nova

Comunidade do Timbó recebe Arcebispo Dom Delson

Comunidade do Timbó recebe Arcebispo Dom Delson
Bênção da reforma da Capela Santo Antônio

Seja um Padrinho Vem Cuidar de Mim

PC Magazine

PC Magazine
Informática e Eletrônicos

Novo Arcebispo da Arquidiocese da Paraíba - Dom Delson

Novo Arcebispo da Arquidiocese da Paraíba - Dom Delson

Projeto "Igreja no Cinema" - Fotos

Projeto "Igreja no Cinema" - Fotos
Paróquia Menino Jesus de Praga

10 Anos de Ordenação Diaconal - Fotos da Comemoração

10 Anos de Ordenação Diaconal - Fotos da Comemoração
Diácono Roberto Inocêncio

Fotos

Fotos
Paróquia Menino Jesus de Praga

Visitantes

Ajude o Laureano

Oração de exaltação a Santa cruz

Terço

Terço
Mãe da Divina Misericórdia

Mensagem

Campanha Vem Cuidar de Mim

Campanha Vem Cuidar de Mim
Assine aqui o abaixo assinado!

Conselhos do Papa Francisco

Mensagem

Mensagem
Monsenhor Jonas Abib

Reflexão

Frei Galvão

Frei Galvão
História

O Papa Francisco

O Papa Francisco
Vatican

Bíblia Católica On Line

Mensagem

Mensagem
Monsenhor Jonas Abib

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI
armaduradocristao@gmail.com

Horário das Missas na Paróquia Menino Jesus de Praga - Bancários

  • Quinta-feira - 19:30hs
  • Sexta-feira -06:00hs
  • Sábado - 19:00hs
  • Domingo - 8:00 e 17:00hs
  • Telefone: (83) 3235.5120

Siga o Armadura por e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

A ARMADURA DO CRISTÃO

A ARMADURA DO CRISTÃO
Leia Efésios 6, 10-20

Adoração ao Santíssimo

Adoração ao Santíssimo

Salmos on Line

Menino Jesus de Praga

Arquivos Obras Timbó