Nota sobre incidente em Missa de encerramento do PHN

segunda-feira, 15 de julho de 2019

NOTA OFICIAL


A Canção Nova lamenta o incidente ocorrido com o padre Marcelo Rossi durante a missa que ele presidia neste domingo, 14, em Cachoeira Paulista (SP), no encerramento do Acampamento PHN.
O sacerdote passa bem, conforme vídeo abaixo. Ele foi atendido pela equipe médica do evento e presidiu a celebração até o fim.

Fonte: Canção Nova

São Bento: orações milagrosas e santificadoras

quinta-feira, 11 de julho de 2019

Oração a São Bento para obter uma graça

São Bento

Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Oração

Ó glorioso Patriarca São Bento, que vos mostrastes sempre compassivo com os necessitados, fazei que também nós, recorrendo a vossa poderosa intercessão, obtenhamos auxílio em todas as nossas aflições. Que nas famílias reine a paz e a tranquilidade; afastem-se todas as desgraças, tanto corporais como espirituais, especialmente o pecado. Alcançai do Senhor a graça que vos suplicamos, obtendo-nos finalmente que, ao terminar nossa vista neste vale de lágrimas, possamos louvar a Deus.

Oração da Medalha de São Bento

A Cruz Sagrada seja a minha luz, não seja o dragão o meu guia. Retira-te, satanás! Nunca me aconselhes coisas vãs. É mau o que tu me ofereces, bebe tu mesmo os teus venenos!

Oração a São Bento

Ó Deus, Vós que Vos dignastes derramar sobre o bem-aventurado confessor, o Patriarca, o espírito de todos os justos, concedei a nós, Vossos servos e servas, a graça de nos revestirmos desse mesmo espírito, para que possamos, com o Vosso auxílio, fielmente cumprir o que temos prometido. Por Jesus Cristo nosso Senhor. Amém!

Fonte: Canção Nova

Oração de entrega a São Bento



Ó Padre São Bento, ajuda dos que a ti recorrem, aceitai-me sob a Tua Proteção,
defendei-me dos perigos que assaltam a minha vida,
obtém-me a graça do arrependimento sincero e de uma conversão verdadeira,
para que possa reparar os pecados cometidos
e glorificar a Deus todos os dias da minha vida. 

Tu que conformaste o teu coração à vontade do Senhor,

recorda-te de mim junto do Altíssimo, para que,
dando-me o perdão de todas as minhas faltas,
Ele me faça forte na prática do bem,
não permita que jamais d’Ele me separe,
receba-me nos coros dos eleitos e, juntamente contigo,
associe-me às fileiras dos santos que, atrás de ti, 
entraram na Beatitude Celeste.

Deus Onipotente e Eterno,

pelos méritos e exemplo de São Bento,
de Sua Irmã Santa Escolástica e de todos os Santos Monges que estão no Céu
renovai em mim o Vosso Espírito Santo,
dai-me força no combate contra as seduções do maligno,
paciência nas tribulações da vida,
prudência nos perigos. 

Aumentai em mim o amor à caridade, o ardor na obediência 
uma fidelidade humana na prática da vida cristã. Confrontado pelo Vosso auxílio e pela caridade de todos,possa eu vos servir com alegria e chegar vitorioso à Pátria Celeste, morada de todos os Santos.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Fonte: Canção Nova

São Bento

Abade vem de “Abbá”, que significa pai, e isto o santo de hoje bem soube ser do monaquismo ocidental. São Bento nasceu em Núrcia, próximo de Roma, em 480, numa nobre família que o enviou para estudar na Cidade Eterna, no período de decadência do Império.
Diante da decadência – também moral e espiritual – o jovem Bento abandonou todos os projetos humanos para se retirar nas montanhas da Úmbria, onde dedicou-se à vida de oração, meditação e aos diversos exercícios para a santidade. Depois de três anos numa retirada gruta, passou a atrair outros que se tornaram discípulos de Cristo pelos passos traçados por ele, que buscou nas Regras de São Pacômio e de São Basílio uma maneira ocidental e romana de vida monástica. Foi assim que nasceu o famoso mosteiro de Monte Cassino.
.:Reze a oração a São Bento
A Regra Beneditina, devido a sua eficácia de inspiração que formava cristãos santos por meio do seguimento dos ensinamentos de Jesus e da prática dos Mandamentos e conselhos evangélicos, logo encantou e dominou a Europa, principalmente com a máxima “Ora et labora”. Para São Bento a vida comunitária facilitaria a vivência da Regra, pois dela depende o total equilíbrio psicológico; desta maneira os inúmeros mosteiros, que enriqueceram o Cristianismo no Ocidente, tornaram-se faróis de evangelização, ciência, escolas de agricultura, entre outras, isso até mesmo depois de São Bento ter entrado no céu com 67 anos.
São Bento, rogai por nós!

Fonte: Canção Nova

Parabéns Dom Delson!

quarta-feira, 10 de julho de 2019


O Armadura do Cristão parabeniza o Arcebispo da Arquidiocese da Paraíba, pela passagem do seu aniversário natalício, Dom Manoel Delson. Desejamos saúde, forças e ânimo ao Pastor de nossa Arquidiocese. Deus te abençoe, te unja e te ilumine nessa missão.
Fraterno abraço!

Basta uma Palavra do Senhor para a nossa alma ser curada

terça-feira, 9 de julho de 2019



Jesus percorria todas as cidades e povoados, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino, e curando todo o tipo de doença e enfermidade” (Mateus 9,35).

Jesus andava de cidade em cidade, de povoado em povoado. Ele era, de fato, a graça ambulante de Deus, que levava aquela graça para o mundo que estava na desgraça do mal e do pecado.
Jesus precisa continuar e continua andando no nosso meio nos dias de hoje, porque, quando a Palavra de Deus é pregada, quando o Reino de Deus é ensinado, o mundo é curado, as enfermidades são afugentadas. A nossa alma, o nosso coração, que se encontra, muitas vezes, oprimido e deprimido, precisa do toque da graça do Evangelho. Eu sou testemunha de quantas vezes preguei a Palavra de Deus aos corações e vi muitas pessoas sendo curadas. Eu vi muitas pessoas desanimadas alcançarem um novo ânimo, uma nova razão de viver.
Eu sei que a Palavra não é minha, mas sei que a Palavra do Evangelho, quando chega aos corações, tem poder de ressurreição e cura. Se nós queremos salvar, curar o mundo, resgatá-lo, levemos Jesus aos corações, anunciemos e proclamemos Cristo, levemos o amor d’Ele às pessoas.
A verdade é que falamos pouco de Jesus, reservamos um tempo para escutá-Lo, mas, às vezes, esse tempo é tão mal usado, porque até na igreja nos perdemos, distraímo-nos e ocupamos nosso tempo com aquilo que não é o essencial.
Precisamos nos preencher de Jesus, precisamos nos alimentar das palavras d’Ele, porque nós somos essas ovelhas cansadas, abatidas que, muitas vezes, estão vivendo sem pastor. O Pastor é Jesus, que se compadece da nossa dor, da nossa enfermidade e do nosso sofrimento. Precisamos permitir que Ele cuide de nós, que Ele acalente a nossa alma e o nosso coração. Precisamos deixar que o Seu Evangelho caia em nós.

Basta a Palavra do Senhor penetrar em nós para que a nossa alma desanimada encontra o alento

Basta uma Palavra do Senhor e a nossa alma será curada. Basta a Palavra do Senhor penetrar em nós para que a nossa alma desanimada encontre o alento, a vida e o vigor.
Proclamemos a Palavra que cura, proclamemos Jesus, proclamemos a autoridade d’Ele, o nome d’Ele se quisermos, realmente, ser salvos, e que os nossos sejam também.
No meio de uma situação emblemática e problemática, que passamos em casa, na família, queremos resolver de uma forma muito humana aquilo que se tornou até desumano, mas se o Evangelho penetrar na sua casa, ele vai trazer luz para essas discussões, para esses problemas.
Eu digo para um casal que não consegue resolver as crises: coloque o Evangelho no meio ou na frente. O problema é que colocamos o Evangelho de lado, quando é bom dizemos: “Legal, serve para o outro”, mas quando colocamos o Evangelho na frente e, sobretudo, dentro de nós e no meio das nossas relações, pode ser a família mais complicada ou a situação mais dura, comece a se reunir em torno de Jesus, em torno da Palavra de Jesus, e você verá a sua família ressuscitar, ressurgir, a Palavra de Deus fazer bênção e curas onde você estiver.
Deus abençoe você!

Fonte: Canção Nova

Pais, orem pelos seus filhos

segunda-feira, 8 de julho de 2019


“Jesus voltou-se e, ao vê-la, disse: ‘Coragem, filha! A tua fé te salvou’. E a mulher ficou curada a partir daquele instante” (Mateus 9,22).

Hoje, vemos duas realidades no Evangelho de sofrimentos que doem no fundo da alma e do coração. Primeiro, é o sofrimento de um pai de família, que se aproxima de Jesus e Lhe diz: “Minha filha acabou de morrer”. Aquele pai de família era um chefe, e o que ele poderia, agora, mandar na doença, na enfermidade, na morte? Ele estava sendo dominado por uma tristeza profunda na alma.
Quer impotência para um pai, para uma mãe do que não poder fazer nada pelo seu filho quando uma doença vem, muitas vezes, tomar conta. Eu vejo a aflição de uma mãe quando seu pequeno, ainda no colo, fica doente, enfermo! E depois, tantos outros sofrimentos! O mundo de hoje, tão facilmente, rouba os nossos filhos, mata-os aos poucos.
Que sofrimento é para um pai e para uma mãe quando as drogas, o álcool, a vida desenfreada, o desregramento, as práticas mundanas roubam os nossos filhos! O que resta para esses pais, muitas vezes, é chorar.
Queridos pais, querias mães, Jesus é o Salvador da nossa casa e da nossa família. Entreguem seus filhos a Jesus, peça aquilo que o chefe Lhe pediu: “Impõe tua mão sobre ela, e ela viverá”. Peçam a Jesus para colocar Suas mãos sobre seus filhos, mas vocês precisam também ser a mão de Deus tocando sobre eles.
Pai e mãe, orem pelos seus filhos, mas não somente um Pai-Nosso e uma Ave-Maria no cantinho da casa. Ore pelos seus filhos já no ventre. Quando a mãe engravida, a primeira atitude é alegrar-se, mas, junto com a alegria, a segunda atitude pode ser orar.

Ore, seja bênção, comunique a bênção para os seus filhos

Hoje, infelizmente, nem bênção os filhos pedem aos pais, e os pais mal dão a bênção aos seus filhos. Às vezes, alertam-se em procurar o Senhor depois que algo de mais grave acontece. Ore, seja bênção, comunique a bênção para os seus filhos.
Jesus quer abençoar como Ele abençoou essa menina que estava dormindo. Os nossos filhos estão dormindo como nós também estamos dormindo, e a mão de Jesus é para nos acordar, é para acordar os nossos filhos.
Se você não consegue orar pelo seu filho quando Ele está acordado, porque ele não gosta, ore quando ele estiver dormindo, deixe Jesus tocá-lo. Não permitamos que os nossos desanimem nem você desanime diante de qualquer situação que viva o seu filho. Ore, de verdade, colocando suas mãos abençoadas.
Não há graça maior do que os pais orando pelos filhos. Acontece que muitos pais lamentam e choram num canto e se agonizam sem saber viver do poder da graça e da oração.
Ore pelos seus, porque você é o canal comunicador da graça de Deus, a começar pela sua casa.
Deus abençoe você!

Levemos a misericórdia a todos os necessitados

sexta-feira, 5 de julho de 2019



Aprendei, pois, o que significa: ‘Quero misericórdia e não sacrifício’. De fato, eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores”(Mateus 9,13).

O Senhor assentou-se com os pecadores e comeu com os cobradores de impostos. O Senhor está conosco, está no meio de nós, porque nós somos pecadores. O Senhor veio para resgatar a nossa humanidade pecadora.
Se fôssemos justos, não precisaríamos do Senhor, mas precisamos d’Ele, porque não somos justos, e a grande injustiça é não reconhecermos as nossas próprias injustiças, os nossos próprios pecados. O fato é que estamos qualificando a humanidade em grandes e pequenos pecadores, e estamos ignorando a verdade objetiva, clara e direta, porque temos muitos pecados. Precisamos tratar esses pecados com a misericórdia e o bálsamo divino.
Às vezes, começamos a observar, em nossa pele, algumas rugas e erupções, mas não damos a devida importância, só quando se torna algo grave que nos preocupamos em cuidar. Fazemos a mesma coisa também com o pecado. Achamos que os nossos pecadinhos são pecadinhos, mas são pecados e para todos eles temos um remédio, e esse remédio é a misericórdia divina.

O que nos salva é a misericórdia de Jesus para conosco e a nossa misericórdia para com os outros

Perdemos muito tempo julgando o pecado dos outros, e talvez o outro que nós julgamos e condenamos se encontre tão mais próximo da misericórdia divina, porque está encontrando a contrição, o arrependimento, e nós não encontramos, porque só se arrepende quem reconhece o mal, o pecado que tenha cometido na vida.
Precisamos aprender que não é porque temos uma vida sacrificada, que são os sacrifícios que nos salvam. O que nos salva é a misericórdia de Jesus para conosco e a nossa misericórdia para com os outros. Como Ele teve misericórdia de mim e tem misericórdia de nós, não podemos querer ser outra coisa, porque, senão, vamos ser como os fariseus, porque os fariseus estavam julgando, pensando mal de Jesus, porque o nosso Mestre come com cobradores de impostos e pecadores.
Somos mestres em julgar, somos peritos em condenar a vida dos outros, o comportamento dos outros. Estamos sempre julgando, condenando e conhecendo muito pouco a nós mesmos.
Quem se conhece de verdade, quem entra dentro da sua alma, do seu interior e mergulha no fundo pecaminoso que há em nós, jamais julga ou condena ninguém, pelo contrário, mergulha o seu ser pecador, sua alma tão cheia de fragilidades na misericórdia divina e leva essa mesma misericórdia para tantos corações necessitados do perdão, do encontro redentor e salvador de Jesus.
Deus abençoe você!

A fé vence o mal que nos paralisa

quinta-feira, 4 de julho de 2019


Apresentaram-lhe, então, um paralítico deitado numa cama. Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: ‘Coragem, filho, os teus pecados estão perdoados!’” (Mateus 9,2).
Vendo um homem paralisado em cima de uma cama, aqueles outros homens tiveram compaixão dele e o levaram até Jesus, porque ele mesmo não tinha condição de ir, algo o paralisava.
Eu não sei que paralisia esse homem tinha, mas a verdade é que ele não tinha coragem, ele não tinha força interior para se reerguer, para se colocar de pé, para ir ao encontro do Senhor. Ele precisava de outros para levá-lo até Jesus.
A verdade é que muitas coisas estão paralisando a nossa vida. A primeira delas, não tenha dúvida nenhuma, são os nossos pecados. Não podemos ignorar a força destrutiva e maligna que o pecado tem sobre nós. Alguns, de início, podem achar que o pecado seja exagero, porque todos nós somos pecadores. Nós somos! O pecado, no entanto, é um vírus terrível! De início, parece insignificante, mas o pecado tem o poder de corroer e destruir os melhores sentimentos, as melhores intenções e, mais do que isso, o pecado paralisa as nossas relações, a nossa vida interior, a nossa relação com Deus e o nosso crescimento na intimidade com o Senhor, com a verdade e a nossa própria humanidade.
O pecado faz de nós pessoas dúbias, contraditórias, por isso, vamos paralisando nossos sentimentos e afetos.
Você pode não se achar um grande pecador, mas não é um grande pecador, pois assim como há grandes paralisias, há pequenas paralisias que, depois, deixam as pessoas totalmente imobilizadas. Assim, vamos nos tornando pessoas impotentes para tantas situações da vida quando tratamos o pecado com relatividade, como se não tivesse tanta importância para nós.

Deixe que a sua fé seja, agora, tomada, retomada, e que ela destrua aquilo que o paralisa

Vamos nos prostrando quando nos entregamos ao desânimo e ao medo, quando nos deparamos com as situações adversas da vida e não lidamos com elas com a verdadeira coragem evangélica. É por isso que Jesus está dizendo a esse paralítico: “Coragem”. A coragem aqui não é simplesmente entusiasmo, é mais do que isso.
Coragem é fortaleza; então, fortaleçamos nossa fé e nosso ânimo. Deixemos que a nossa fé seja agora tomada, retomada, e que ela destrua aquilo que nos paralisa.
Olhemos, hoje, para o nosso coração, para percebermos quantas forças malignas estão nos paralisando: o ressentimento, a mágoa, o rancor, o ódio, os pensamentos negativos e destrutivos, os sentimentos que vão tomando conta e corroendo a nossa alma. Olhemos de que forma o pecado tem sido uma força destrutiva e negativa. Não temos muita força, às vezes, mas o Senhor quer nos levantar. Precisamos apenas reconhecer que mal está paralisando a nossa vida.
Deus abençoe você!

Papa ao Apostolado da Oração: o coração da missão da Igreja é a oração

sexta-feira, 28 de junho de 2019

Francisco recebeu Apostolado da Oração nesta sexta-feira, 28, em audiência

Da redação, com Vatican News
Papa recebeu em audiência membros do Apostolado da Oração./ Foto: Vatican Media
“Um serviço mais do que nunca necessário, que ressalta o primado de Deus na vida das pessoas, favorecendo a comunhão na Igreja”: assim Francisco definiu a atividade desempenhada pela Rede Mundial de Oração do Papa, ao receber em audiência na Sala Paulo VI, no Vaticano, ao meio-dia desta sexta-feira, 28, seis mil membros do “Apostolado da Oração” provenientes do mundo inteiro, dos quais, 850 do continente americano presentes com doze delegações.
O Santo Padre expressou a alegria de encontrá-los e acolhê-los nesta ocasião dos 175 anos da Rede Mundial, agradecendo pelo empenho de oração e de apostolado em favor da missão da Igreja.

Testemunhos

Agradecendo também pelos testemunhos precedentemente dados, em seu discurso aos presentes o Pontífice ateve-se a estes, nos quais descreveram os vários aspectos do serviço de animação espiritual do “Apostolado da Oração”.
Pe. Matthew, que trabalha em Taiwan, disse Francisco, ofereceu-nos informações interessantes acerca da versão de Clique para rezar em chinês.

Oração cria pontes invisíveis, mas reais e eficazes

“É belo saber que os chineses, para além das dificuldades de diferentes naturezas, podem se sentir realmente unidos na oração, encontrando nela um válido auxílio no conhecimento e no testemunho do Evangelho. A oração suscita sempre sentimentos de fraternidade, abate as barreiras, supera os confins, cria pontes invisíveis, mas reais e eficazes, abre horizontes de esperança.”
Em seguida, o Santo Padre referiu-se ao testemunho de Marie Dominique, que contou a missão do Apostolado da Oração na França, onde esta realidade nasceu 175 anos atrás. Do seu testemunho, ressaltou o Papa, entendemos que as intenções de oração tornam concreta a missão de Jesus no mundo.

Na oração, assumir as alegrias e sofrimentos das pessoas

“A Igreja, através da sua rede de oração e as intenções para cada mês, fala ao coração dos homens e das mulheres do nosso tempo”, acrescentou.
“Todos nós, pastores, consagrados e fiéis leigos, somos chamados a entrar na história concreta das pessoas que estão ao nosso lado sobretudo rezando por elas, assumindo na oração suas alegrias e seus sofrimentos. Desse modo responderemos ao apelo de Jesus que nos pede para abrir nosso coração aos irmãos, especialmente aos que são provados no corpo e no espírito.”
É oportuno, neste dia da solenidade do Sagrado Coração de Jesus, recordar o fundamento da nossa missão, como fez Betina (Argentina), destacou o Papa referindo-se ao que disse mais uma das pessoas que deram seu testemunho no âmbito da missão realizada pelo “Apostolado da Oração”.

Testemunhas e mensageiros da misericórdia de Deus

“Trata-se de uma missão de compaixão pelo mundo, podemos dizer, um ‘caminho do coração’, ou seja, um itinerário orante que transforma a vida das pessoas. O coração de Cristo é tão grande que deseja acolher-nos todos na revolução da ternura”, frisou Francisco, acrescentado que “somos chamados a ser testemunhas e mensageiros da misericórdia de Deus, para oferecer ao mundo uma perspectiva de luz onde há trevas, de esperança onde reina o desespero, de salvação onde abunda o pecado”.
O Papa aludiu ainda ao testemunho da religiosa etíope, Irmã Selam, que com os jovens do Movimento Eucarístico Juvenil, frisou Francisco, “ajuda a contemplar a ação do Espírito Santo naquela terra. É importante ajudar as novas gerações a crescer na amizade com Jesus através do encontro íntimo com Ele na Oração, na escuta da sua Palavra, recebendo a Eucaristia para ser dom de amor ao próximo”.

Na oração, o encontro entre avôs e netos

O Santo Padre referiu-se ao entusiasmo de Diego (Guatemala) – mais uma das testemunhas – em favorecer o encontro entre avôs e netos na oração pela paz no mundo e pelos grandes desafios da humanidade de hoje.
Na Rede de oração do Papa se encontram várias gerações, disse Francisco, “é bonito pensar como os avôs podem ser exemplo aos jovens, indicando-lhes percorrer o caminho da oração”.

Mundo digital: missão da Igreja nos areópagos modernos

O Pontífice agradeceu o testemunho de Pe. António (Portugal), que disse como o Apostolado da Oração, entrando no mundo digital, aproxima anciãos e jovens, ajudando-os a dar nova vitalidade ao tradicional apostolado da oração.
“É preciso que a missão da Igreja se adeque aos tempos e utilize os instrumentos modernos que a técnica coloca à disposição. Trata-se de entrar nos areópagos modernos para anunciar a misericórdia e a bondade de Deus.”

Servir-se da Internet sem tornar-se servos

O Papa disse por fim que é preciso, porém, prestar atenção, a servir-se destes meios, especialmente da rede de Internet, sem tornar-se servos dos meios. É preciso evitar tornar-se reféns de uma rede que nos prende, ao invés de ‘pescar peixes’, ou seja, atrair almas para levá-las o Senhor.
“O apostolado da Oração, com a sua Rede mundial de oração pelo Papa e em comunhão com ele, recorda que o coração da missão da Igreja é a oração”, concluiu Francisco.

As 12 promessas do Sagrado Coração de Jesus

A devoção ao Sagrado Coração, de um modo visível, aparece em dois acontecimentos fortes do Evangelho: no gesto de São João, discípulo amado, encostando a sua cabeça em Jesus durante a Última Ceia (cf. Jo 13,23); e, na cruz, onde o soldado abriu o lado de Jesus com uma lança (cf. Jo 19,34).
Em um acontecimento, temos o consolo de Cristo pela dor na véspera de Sua morte. No outro, o sofrimento causado pelos pecados da humanidade. Esses dois exemplos do Evangelho nos ajudam a entender o apelo de Jesus feito, em 1675, a Santa Margarida Maria Alacoque:
“Eis este coração que tanto tem amado os homens. Não recebo da maior parte senão ingratidões, desprezos, ultrajes, sacrilégios e indiferenças. Eis que te peço que a primeira sexta-feira depois da oitava do Santíssimo Sacramento (Corpo de Deus) seja dedicada a uma festa especial para honrar o Meu coração, comungando, neste dia, e dando-lhe a devida reparação por meio de um ato de desagravo para reparar as indignidades que recebeu durante o tempo em que esteve exposto sobre os altares. Prometo-te que o Meu Coração se dilatará para derramar com abundância as influências de Seu divino amor sobre os que tributem essa divina honra e que procurem que ela lhe seja prestada.”
As 12 promessas do Sagrado Coração de Jesus
Foto ilustrativa: sedmak by Getty Images

São João Paulo II e a devoção ao Sagrado Coração de Jesus

São João Paulo II sempre cultivou essa devoção e sempre a incentivou a todos que desejam crescer na amizade com Jesus. Em 1980, no dia do Sagrado Coração, ele afirmou: “Na solenidade do Sagrado Coração de Jesus, a liturgia da Igreja concentra-se, com adoração e amor especial, em torno do mistério do Coração de Cristo. Quero, hoje, dirigir, juntamente convosco, o olhar dos nossos corações para o mistério desse coração. Ele falou-me desde a minha juventude. A cada ano, volto a esse mistério no ritmo litúrgico do tempo da Igreja.”

Conheça agora as 12 promessas do Sagrado Coração de Jesus a Santa Margarida Maria Alacoque:

1ª Promessa: “A minha bênção permanecerá sobre as casas em que se achar exposta e venerada a imagem de Meu Sagrado Coração”;
2ª Promessa: “Eu darei aos devotos de Meu Coração todas as graças necessárias a seu estado”;

3ª Promessa: “Estabelecerei e conservarei a paz em suas famílias”;

4ª Promessa: “Eu os consolarei em todas as suas aflições”;

5ª Promessa: “Serei refúgio seguro na vida e principalmente na hora da morte”;
6ª Promessa: “Lançarei bênçãos abundantes sobre os seus trabalhos e empreendimentos”;
7ª Promessa: “Os pecadores encontrarão, em meu Coração, fonte inesgotável de misericórdias”;
8ª Promessa: “As almas tíbias tornar-se-ão fervorosas pela prática dessa devoção”;
9ª Promessa: “As almas fervorosas subirão, em pouco tempo, a uma alta perfeição”;
10ª Promessa: “Darei aos sacerdotes que praticarem especialmente essa devoção o poder de tocar os corações mais endurecidos”;
11ª Promessa: “As pessoas que propagarem esta devoção terão o seu nome inscrito para sempre no Meu Coração”;
12ª Promessa: “A todos os que comunguem, nas primeiras sextas-feiras de nove meses consecutivos, darei a graça da perseverança final e da salvação eterna”.

Pesquisar neste Blog

Liturgia Diária

Liturgia Diária
Canção Nova

Arcebispo da Arquidiocese da Paraíba - Dom Delson

Arcebispo da Arquidiocese da Paraíba - Dom Delson
Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz

Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes

A ARMADURA DO CRISTÃO

A ARMADURA DO CRISTÃO
Leia Efésios 6, 10-20

Conselhos do Papa Francisco

Oração de exaltação a Santa cruz

Como Retornar?

Como Retornar?
Dicas para voltar a ter intimidade com Deus

Mensagem

Mensagem
Monsenhor Jonas Abib

Terço

Terço
Mãe da Divina Misericórdia

Mensagem

Reflexão

Frei Galvão

Frei Galvão
História

O Papa Francisco

O Papa Francisco
Vatican

Bíblia Católica On Line

Missa da Forania Praia Sul

Missa da Forania Praia Sul
Santo Antônio do Menino Deus

Missa de Natal - Fotos

Missa de Natal - Fotos
Paróquia Menino Jesus de Praga

255ª Romaria da Penha

255ª Romaria da Penha
Fotos Romeiros

Seja um Padrinho Vem Cuidar de Mim

Comunidade do Timbó recebe Arcebispo Dom Delson

Comunidade do Timbó recebe Arcebispo Dom Delson
Bênção da reforma da Capela Santo Antônio

Missa de Cinzas - Fotos

Missa de Cinzas - Fotos
Paróquia Menino Jesus de Praga

Mensagem

Mensagem
Monsenhor Jonas Abib

Projeto "Igreja no Cinema" - Fotos

Projeto "Igreja no Cinema" - Fotos
Paróquia Menino Jesus de Praga

Missa da Véspera de Natal

Missa da Véspera de Natal
Paróquia Menino Jesus de Praga

10 Anos de Ordenação Diaconal - Fotos da Comemoração

10 Anos de Ordenação Diaconal - Fotos da Comemoração
Diácono Roberto Inocêncio

Ajude o Laureano

Campanha Vem Cuidar de Mim

Campanha Vem Cuidar de Mim
Assine aqui o abaixo assinado!

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI
armaduradocristao@gmail.com

Horário das Missas na Paróquia Menino Jesus de Praga - Bancários

  • Quinta-feira - 19:30hs
  • Sábado - 19:00hs
  • Domingo - 8:00 , 11:00 e 17:00hs
  • Telefone: (83) 3235.5120

Adoração ao Santíssimo

Adoração ao Santíssimo

Salmos on Line

Menino Jesus de Praga

Arquivos Obras Timbó