Cantor Francimar Vida Nova Convida Você para o Encontro Arquidiocesano do Terço dos Homens

quarta-feira, 30 de abril de 2014




O Armadura do Cristão esteve na manhã desta quarta-feira(30/04) com o Cantor Francimar Vida Nova, da Fraternidade O Caminho, que está na Cidade de João Pessoa para participar do V Encontro Arquidiocesano do Terço dos Homens. O Encontro acontecerá amanhã, 1º de maio na Comunidade Doce Mãe de Deus, no Bairro do Geisel, à partir das 8 da manhã.

Fabyana e Abelardo(Armadura do Cristão) com Francimar Vida Nova

Enio, Francimar e Abelardo

Jesus é a maior prova do amor de Deus por nós!



Jesus não é o condenador do Pai, Jesus é o Salvador, que o Pai maravilhoso nos enviou para nos redimir e para nos salvar!”Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que não morra todo o que nele crer, mas tenha a vida eterna” (João 3, 16). 

 A primeira coisa da qual nós queremos tomar posse da Palavra de Deus de hoje é da certeza e da convicção de que Deus nos amou. Sim, realmente o Altíssimo nos amou muito, porque, quando a Palavra diz que Deus amou tanto o mundo, não está se referindo a esse mundo pecaminoso que nos estraga, mas sim ao mundo que somos ”eu e você”, a nós que fazemos parte desse mundo de meu Deus.Deus não quis ver a Sua obra estragada e perdida; Ele quis resgatá-la tamanho é o Seu amor por cada um de nós. 

Quando nós tomamos posse do amor que Deus tem por nós, a nossa vida adquire outro sentido e outro sabor! Quando nós temos a convicção do tamanho do amor que Deus tem por nós, a nossa vida assume outra direção. Desse modo, nós sabemos lidar melhor com ela e enfrentar, com outros olhos, a dureza da vida, as decepções do cotidiano, as frustrações com aquilo que quereríamos fazer e não se realizou. Porque absolutamente nada é mais importante em nossa vida do que esse amor que Deus tem por nós, o qual deve consumir as nossas entranhas. Deve possuir nosso coração e dar direção e meta para a nossa vida: a certeza de que somos amados.

E de que maneira Deus nos amou? Ele nos amou tanto que nos deu Seu único Filho! Sim, Ele nos deu Seu Filho, não para se aventurar no meio de nós, Ele nos deu Seu Filho para nos resgatar e para nos salvar!Quando eu e você olhamos para Jesus, quando nós encontramos uma cruz, encontramos o Crucificado nela pregado, quando nós encontramos Jesus no Sacrário, quando nós encontramos Jesus na Sua Palavra, nós podemos dizer, melhor ainda, podemos traduzir: Jesus é a maior prova do amor de Deus para comigo, para com você e para com cada um de nós! Cada gesto de Jesus, cada palavra de Jesus, sobretudo os Seus gestos mais profundos: morrer por nós e ressuscitar para nos dar a vida nova, são os atos profundos do amor de Deus para conosco. 

Ali na cruz, Ele estava gritando e expressando com Sua vida o tanto que Deus nos ama. E quando olhamos para esse mesmo Jesus, Nosso Deus amado, encarnado, vivo no meio de nós, estejamos certos de que Ele não está no meio de nós para nos condenar, nem para apontar o dedo para nós, nem para nos dizer que somos errados. Ele está no meio de nós para nos salvar!Jesus não é o condenador do Pai, Jesus é o Salvador, que o Pai maravilhoso nos enviou para nos redimir e para nos salvar! Quando eu tomo posse da salvação de Jesus em minha vida, o amor de Deus cresce em meu coração, e quando este amor cresce, a minha mente, o meu coração e a minha vida são transformados.

 Que hoje eu e você sejamos tocados pela grandeza do amor de Deus por cada um de nós!

 Que Deus abençoe você!

 Fonte: Canção Nova

Que renasçamos da água e do Espírito para experimentarmos os prodígios de Deus

terça-feira, 29 de abril de 2014



Aquele que vê com os olhos de Deus, vê além até o que não consegue enxergar, porque permite que o Senhor conduza seus passos!

”Vós deveis nascer do alto. O vento sopra onde quer e tu podes ouvir o seu ruído, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai. Assim acontece a todo aquele que nasceu do Espírito” (João 3, 7b-8).

Continuando a conversa de Jesus com Nicodemos, aquele homem tão sábio, aquele mestre da Lei de Deus e chefe judaico, o Senhor lhe mostra em que consiste nascer do alto. Nascer do alto significa ter uma vida conduzida pelo Espírito de Deus, deixar que este vento maravilhoso, este sopro maravilhoso, que é o vento de Deus, o sobro de Deus, conduza nossos passos, oriente nossa vida e dê direção àquilo que nós fazemos. Porque o vento é assim, ele vem, sobra de um lado, depois vai para o outro e depois desaparece e segue a sua direção.

O homem e a mulher que nasceram de Deus são conduzidos por Ele, são direcionados por Deus e iluminados pela graça que vem do alto, eles não projetam a sua vida ou não fazem sua vida somente segundo raciocínios humanos, segundo seus cálculos, seus planejamentos. Eles se deixam moldar por Deus, se deixam refazer por Deus, se deixam recomeçar a cada dia e ser remodelados a cada momento.

O homem que nasce do alto não leva em consideração as mágoas passadas, os ressentimentos acumulados, pelo contrário, ele permite que este vento maravilhoso, vindo do Alto, sopre com força na mente, no coração e no espírito dele e remova tudo aquilo que não é de Deus, tudo aquilo que está pesado, passado e ultrapassado em sua vida. Nós, muitas vezes, ficamos presos a coisas que não constroem  nem edificam a nossa vida.

Nós, muitas vezes, deixamos a nossa vida atolada em um passado medíocre, porque ficamos machucados, cicatrizados com as ofensas que recebemos e não permitimos que o bálsamo do Espírito cicatrize todas as coisas, dê uma direção nova e um sabor novo à nossa vida. Dessa firma, ficamos presos à nossa mesquinhez, à nossa forma, muitas vezes, muito mesquinha de pensar a vida e de querer ver a vida só com os nossos olhos.

Aquele que vê com os olhos de Deus, vê além até o que não consegue enxergar, porque permite que o Senhor conduza seus passos. Que hoje renasçamos da água e do Espírito para experimentarmos os prodígios de Deus em nossa vida!

Deus abençoe você!

Fonte: Canção Nova

Cantor Francimar Vida Nova Divulga seu CD "Deus não desistiu de Ti"

segunda-feira, 28 de abril de 2014

 
No último domingo(27/04) o Cantor Francimar Vida Nova esteve presente na Paróquia Menino Jesus de Praga divulgando o seu CD "Deus não desistiu de Ti". Ele estará presente no
V Encontro Arquidiocesano do Terço dos Homens de João Pessoa que acontecerá na próxima quinta-feira, 1º de maio na Comunidade Doce Mãe de Deus, no Bairro do Geisel.


Papa Francisco canoniza João Paulo II e João XXIII

domingo, 27 de abril de 2014



João Paulo II e João XXIII foram inscritos no livro dos santos na manhã deste domingo, 27, festa da Divina Misericórdia

1canonizacaoJPII_JoaoXXIII
Na manhã deste domingo, 27, festa da Divina Misericórdia, Papa Francisco canonizou os Papas beatos João Paulo II e João XXIII. A cerimônia acontece na Praça São Pedro e conta com a presença do Papa Emérito Bento XVI.
A cerimônia teve início às 10h (em Roma, 5h no horário de Brasília). O rito de canonização aconteceu logo no início da Missa. O Santo Padre fez as petições, seguido do Cardeal Angelo Amato, que é o presidente da Congregação para a Causa dos Santos.
“Lemos nossa oração a Deus Pai, por meio de Jesus Cristo, para que por intercessão da Virgem Maria fortaleça com sua graça o que estamos para realizar”, disse Francisco.

reliquias_papas

Após a leitura da fórmula de canonização, com a qual os dois beatos se tornaram santos, foi realizada a procissão das relíquias dos dois santos. O momento foi sucedido pelo agradecimento dirigido ao Santo Padre pelo Cardeal Amato, que pediu a redação da carta apostólica referente à canonização, pedido ao qual Francisco já respondeu: “Ordenamos”.
Após a canonização, Francisco dá sequência à cerimônia com a celebração da Santa Missa.




Homilia na canonização de JPII e João XXIII – 27/04/14

Homilia na canonização de JPII e João XXIII - 27/04/14
HOMILIA
Missa de canonização dos beatos João Paulo II e João XXIII
Praça São Pedro – Vaticano
Domingo, 27 de abril de 2014

Boletim da Santa Sé

No centro deste domingo, que encerra a Oitava de Páscoa e que João Paulo II quis dedicar à Misericórdia Divina, encontramos as chagas gloriosas de Jesus ressuscitado.

Já as mostrara quando apareceu pela primeira vez aos Apóstolos, ao anoitecer do dia depois do sábado, o dia da Ressurreição. Mas, naquela noite, Tomé não estava; e quando os outros lhe disseram que tinham visto o Senhor, respondeu que, se não visse e tocasse aquelas feridas, não acreditaria. Oito dias depois, Jesus apareceu de novo no meio dos discípulos, no Cenáculo, encontrando-se presente também Tomé; dirigindo-Se a ele, convidou-o a tocar as suas chagas. E então aquele homem sincero, aquele homem habituado a verificar tudo pessoalmente, ajoelhou-se diante de Jesus e disse: «Meu Senhor e meu Deus!» (Jo 20, 28).

Se as chagas de Jesus podem ser de escândalo para a fé, são também a verificação da fé. Por isso, no corpo de Cristo ressuscitado, as chagas não desaparecem, continuam, porque aquelas chagas são o sinal permanente do amor de Deus por nós, sendo indispensáveis para crer em Deus: não para crer que Deus existe, mas sim que Deus é amor, misericórdia, fidelidade. Citando Isaías, São Pedro escreve aos cristãos: «pelas suas chagas, fostes curados» (1 Ped 2, 24; cf. Is 53, 5).

João XXIII e João Paulo II tiveram a coragem de contemplar as feridas de Jesus, tocar as suas mãos chagadas e o seu lado trespassado. Não tiveram vergonha da carne de Cristo, não se escandalizaram d’Ele, da sua cruz; não tiveram vergonha da carne do irmão (cf. Is 58, 7), porque em cada pessoa atribulada viam Jesus. Foram dois homens corajosos, cheios da parresia do Espírito Santo, e deram testemunho da bondade de Deus, da sua misericórdia, à Igreja e ao mundo.

Foram sacerdotes, bispos e papas do século XX. Conheceram as suas tragédias, mas não foram vencidos por elas. Mais forte, neles, era Deus; mais forte era a fé em Jesus Cristo, Redentor do homem e Senhor da história; mais forte, neles, era a misericórdia de Deus que se manifesta nestas cinco chagas; mais forte era a proximidade materna de Maria.

Nestes dois homens contemplativos das chagas de Cristo e testemunhas da sua misericórdia, habitava «uma esperança viva», juntamente com «uma alegria indescritível e irradiante» (1 Ped 1, 3.8). A esperança e a alegria que Cristo ressuscitado dá aos seus discípulos, e de que nada e ninguém os pode privar. A esperança e a alegria pascais, passadas pelo crisol do despojamento, do aniquilamento, da proximidade aos pecadores levada até ao extremo, até à náusea pela amargura daquele cálice. Estas são a esperança e a alegria que os dois santos Papas receberam como dom do Senhor ressuscitado, tendo-as, por sua vez, doado em abundância ao Povo de Deus, recebendo sua eterna gratidão.

Esta esperança e esta alegria respiravam-se na primeira comunidade dos crentes, em Jerusalém, de que nos falam os Atos dos Apóstolos (cf. 2, 42-47). É uma comunidade onde se vive o essencial do Evangelho, isto é, o amor, a misericórdia, com simplicidade e fraternidade.
E esta é a imagem de Igreja que o Concílio Vaticano II teve diante de si. João XXIII e João Paulo II colaboraram com o Espírito Santo para restabelecer e atualizar a Igreja segundo a sua fisionomia originária, a fisionomia que lhe deram os santos ao longo dos séculos. Não esqueçamos que são precisamente os santos que levam avante e fazem crescer a Igreja. Na convocação do Concílio, João XXIII demonstrou uma delicada docilidade ao Espírito Santo, deixou-se conduzir e foi para a Igreja um pastor, um guia-guiado. Este foi o seu grande serviço à Igreja; foi o Papa da docilidade ao Espírito.

Neste serviço ao Povo de Deus, João Paulo II foi o Papa da família. Ele mesmo disse uma vez que assim gostaria de ser lembrado: como o Papa da família. Apraz-me sublinhá-lo no momento em que estamos a viver um caminho sinodal sobre a família e com as famílias, um caminho que ele seguramente acompanha e sustenta do Céu.

Que estes dois novos santos Pastores do Povo de Deus intercedam pela Igreja para que, durante estes dois anos de caminho sinodal, seja dócil ao Espírito Santo no serviço pastoral à família. Que ambos nos ensinem a não nos escandalizarmos das chagas de Cristo, a penetrarmos no mistério da misericórdia divina que sempre espera, sempre perdoa, porque sempre ama.

Fonte: Canção Nova

A Palavra de Deus ressuscita a nossa vida!

sábado, 26 de abril de 2014


 


Quando tomamos posse da Palavra de Deus, ela dá vida à nossa vida e nos tira da tristeza, do desânimo, do desapontamento; a Palavra de Deus ressuscita a nossa vida!

”Por fim, Jesus apareceu aos onze discípulos enquanto estavam comendo, repreendeu-os por causa da falta de fé e pela dureza de coração, porque não tinham acreditado naqueles que o tinham visto ressuscitado” (Marcos 16, 14).



Hoje Jesus, que se manifesta vivo e ressuscitado na vida de cada um de nós, vem também repreender a nossa incredulidade e a nossa falta de fé. Primeiro foi Maria Madalena que testemunhou e anunciou aos que estavam tristes e desanimados, porque Jesus havia morrido, afirmando: ”Eu O vi e Ele está vivo! Ele está ressuscitado!”. Mas não deram crédito a ela. Jesus, depois apareceu a mais dois discípulos, e estes também testemunharam que o Senhor estava vivo e ressuscitado, mas também não deram crédito a eles.

Então, quando Jesus aparece no meio dos Seus, Ele repreende a dureza, a falta de fé e de credibilidade naquilo que Ele havia dito e anunciado. Porque as Escrituras davam testemunho d’Ele, mas além disso, eles comeram e beberam com o Senhor e viram os milagres d’Ele, testemunharam a ação de Deus no meio deles. E Jesus, muitas vezes, lhes dizia que haveria de sofrer, padecer, ser crucificado e morto pela mão dos homens, mas no terceiro dia haveria de ressuscitar.

Mas eles perderam a memória, eles não levaram a sério aquilo que Jesus já havia anunciado ao coração deles, e é por isso que estavam tristes e desanimados, porque não deram crédito ou não tomaram posse da Palavra de Deus na vida deles.

É isso que Deus está falando ao nosso coração no dia de hoje: nós, muitas vezes, estamos tristes, desanimados, perdemos o foco e o rumo da vida, porque não damos crédito à Palavra de Deus. Nós não damos crédito àquilo que Deus tem prometido a nós, à nossa vida, por isso, o desalento toma conta de nós; o desânimo toma conta da nossa vida e nós, muitas vezes, deixamos de experimentar as graças de Deus porque a incredulidade toma conta de nós.

Jesus está, na passagem de hoje, repreendendo essa nossa falta de fé, essa nossa falta de entusiasmo com a Sua Palavra, sobretudo a essa nossa falta de crédito a ela. Nós ouvimos, escutamos, lemos, mas não tomamos posse da Palavra de Deus em nossa vida; é a razão de estarmos, muitas vezes, tristes e desnorteados!

Quando tomamos posse da Palavra de Deus, ela dá vida à nossa vida, ela nos tira da tristeza, do desânimo e do desapontamento. A Palavra de Deus ressuscita a nossa vida! Nós passamos por desânimos, por situações difíceis, mas quando acreditamos naquilo que Deus promete a nós, não perdemos a esperança.

Que Deus, hoje, ressuscite a nossa fé, que Ele levante o nosso ânimo e ressuscite a nossa esperança!

Uma feliz Páscoa para você!

Contagem regressiva para a canonização

sexta-feira, 25 de abril de 2014

saopedro

Roma viverá neste sábado uma Noite Branca de oração como preparação para a canonização de João XXIII e de João Paulo II neste domingo, 27 de abril. Desta forma os fieis que chegam de todas as partes do mundo vão se preparar espiritualmente para viver este evento histórico.

Durante a noite do sábado, 11 igrejas do centro de Roma estarão abertas para uma vigília de oração e para confissões. Nas onze igrejas haverá encontros em 7 idiomas diferentes. Para os peregrinos de língua espanhola está prevista a Igreja Santíssimo Nome de Jesus naArgentina na Praça del Gesú. A noite branca começará no dia 26 de abril às 19h, na Igreja Santa Maria Monte Santo, onde João XXIII foi ordenado sacerdote.

Durante um briefing informativo ocorrido nesta manhã na Sala de Imprensa do Vaticano, o Padre Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano, especificou alguns detalhes da celebração deste domingo.

Na Praça de São Pedro, o domingo começará às 9h com a oração do Terço da Divina Misericórdia. Às 9h30 continuará com cantos em espera da eucaristia. Tudo isso animado por coros da diocese de Roma, Cracóvia e Bérgamo, além do habitual coro nas celebrações vaticanas, o Coro da Capela Sistina.
A missa terá início com o canto da ladainha de todos os Santos, comum nas canonizações, como um sinal de “colocar-nos nas mãos dos santos”. A celebração eucarística será presidida pelo Santo Padre e concelebrada por uns 130-150 cardeais e uns 1000 bispos, todos eles na esquerda do altar. Também nessa área, porém mais abaixo, no Sagrado, estarão uns 6000 sacerdotes.

Da mesma forma, está previsto que 600 sacerdotes distribuam a comunhão aos fieis que se encontrem na Praça de São Pedro e na Praça Pio XII, 70 diáconos para dar a comunhão aos concelebrantes e finalmente 200 diáconos para os fieis que estejam na Via della Conciliazione.
O padre Lombardi especificou que serão 5 os que vão concelebrar com o Papa no altar. Está confirmado que três deles serão o cardeal Vallini -vigário de Roma -, o cardeal Stanislaw Dziwisz – arcebispo de Cracóvia e secretário pessoal de João Paulo II –  monsenhor Francesco Beschi, bispo de Bérgamo. Os outros dois ainda não foram determinados.

À direita do altar, estarão as delegações oficiais. Segundo o Pe. Lombardi confirmou, no dia de ontem haviam 93 delegações confirmadas, entre países e delegações internacionais. Entre eles haverá 24 chefes de Estado e 35 primeiros ministros. Da América Latina estarão representados 17 países através das suas delegações.

No que diz respeito às delegações, o porta-voz do Vaticano recordou que a Santa Sé informa que há uma celebração, mas não faz “convites específicos”. Aqueles que vêm, fazem-no porque querem participar. Por outro lado, de outras confissões religiosas, também se confirmou a assistência de fieis ortodoxos, anglicanos e judeus, mas não se pode falar de “delegações oficiais” como tal.

Voltando ao rito da canonização, o padre Lombardi explicou que o cardeal Amato, Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, perguntará três vezes ao Papa se procede a canonização de João XXIII e João Paulo II, e o faz por três vezes para destacar a importância do fato em si. Em seguida, o Papa Francisco pronunciará a fórmula de canonização.

As relíquias dos novos santos estarão colocadas numa mesa à esquerda do altar. Para levar a relíquia de João XXIII estará o seu sobrinho e o presidente da Associação João XXIII. Para a de João Paulo II ainda não se sabe. Ambas relíquias são de primeiro grau. A relíquia do “Papa Bom” é um pedaço de pele, que foi extraída dele no ano 2000 na exumação para a beatificação e do Papa Wojtyla serão algumas gotas de sangue.

Ao finalizar o rito da canonização, haverá uma ação de graças do cardeal Amato e se retomará a missa no Glória. O Evangelho do dia, será cantado em latim e grego. Um momento importante da celebração eucarística, será na oração do cânone dos santos, onde será mencionado pela primeira vez São João XXIII e São João Paulo II.

Sobre a duração da cerimônia, o padre Lombardi observou que é difícil prever exatamente, mas que provavelmente vai durar cerca de duas horas, terminando, portanto, por volta das 12h com a oração do Regina Coeli.

Depois da Eucaristia, está previsto que o Santo Padre cumprimente as delegações no mesmo Sagrado e não como em outras ocasiões, em que as delegações entravam na Basílica e se cumprimentavam ali. Finalmente Francisco passeará pela Praça com o Jeep para cumprimentar os fieis.

O padre Lombardi insistiu novamente, diante da pergunta de uma jornalista, que não há nenhuma confirmação de que Bento XVI estará presente na cerimônia do domingo. Está convidado, mas até o dia não saberemos o que ele vai decidir fazer. E caso assista, perguntou outro jornalista, decidirá o mesmo papa emérito onde ficará localizado, assim como ele fez no Consistório para a criação de cardeais no passado mês de fevereiro. Ainda assim, é preciso ter em conta que isso será uma eucaristia e o consistório era outro tipo de liturgia.

Também recordou que os quadros que serão descobertos na Praça no momento serão os mesmos usados nas beatificações. Assim como as datas de festividade dos santos, que continuarão sendo as estabelecidas na beatificação.

V Encontro Arquidiocesano do Terço dos Homens - 1º de Maio, na Comunidade Doce Mãe de Deus


Precisamos tomar posse da presença de Jesus no meio de nós

quarta-feira, 23 de abril de 2014



Nós precisamos tomar posse desta verdade: da presença de Jesus no meio de nós. Tudo que as pessoas e o mundo de hoje precisam é se encontrarem com Jesus! 

”Pedro então lhe disse: ‘Não tenho ouro nem prata, mas o que tenho eu te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda!”’ (Apóstolos 3,6).

Estamos, hoje, contemplando os apóstolos de Jesus, atemorizados e tristes porque tinham perdido o Senhor, os quais, ao se encontrarem com Jesus vivo e ressuscitado, foram tomados de um novo vigor e de um novo ânimo. Estavam anunciando nas sinagogas, estavam anunciando por todos os lados que Jesus estava vivo e mais do que isso: estavam levando a presença de Jesus por onde andavam.

Pedro e João encontram, então, no pórtico do templo, por volta das três da tarde, aquele homem coxo, que estava ali implorando que fizessem algo por ele. “Os dois olharam bem para ele e Pedro disse: ‘Olha para nós!’ O homem fitou neles o olhar, esperando receber alguma coisa. Pedro então lhe disse: “Não tenho ouro nem prata, mas o que tenho eu te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda!’” (Apóstolos 3, 4-6).

O que eles tinham? A fé em Jesus, eles tinham a convicção em Jesus, eles tinham Jesus como o tesouro da vida deles, por isso dizeram ao homem: “Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda!” (cf. Apóstolos 3, 6). E pegando-lhe a mão direita, daquela hora em diante, aquele homem ficou com os tornozelos firmes e pôde andar de um lado para o outro, dando pulos de alegria, de ânimo, porque tinha acabado de ser curado.

Nós precisamos tomar posse dessa verdade, nós precisamos tomar posse de Jesus vivo, nós precisamos tomar posse da presença de Jesus no meio de nós e agir em nome d’Ele. Sabem, meus irmãos, a nossa autoridade não deve se basear naquilo que nós temos, naquilo que somos, nos cargos que nós ocupamos, nas coisas que fazemos por Deus ou na Igreja. Não, nada disso! Pois, muitas vezes, nós nos prostramos diante das autoridades – ter respeito por elas, tudo bem! Mas, não existe autoridade maior do que a autoridade de Nosso Senhor Jesus Cristo, a autoridade do nome d’Ele, falar em nome d’Ele, agir em nome d’Ele.

Mas não se pode fazer mau uso desse nome. Quando nós agimos em Jesus, nós levamos a vida em nome d’Ele; quando a nossa vida corresponde àquilo que Jesus pregou, quando a nossa vida corresponde à fé nesse mesmo Jesus vivo e Ressuscitado, nós temos autoridade para agir no nome d’Ele.

Deixe-me dizer uma coisa a você: Tudo que as pessoas e o mundo de hoje precisam é se encontrarem com Jesus, é ter um encontro vivo e pessoal com Ele! E para que isso aconteça, os discípulos d’Ele, aqueles que creem n’Ele, precisam levá-Lo às pessoas! Que nós sejamos testemunhas vivas de que Jesus está no meio de nós!

Uma feliz e santa Páscoa para você!

 
Fonte: Canção Nova

Vigília Pascal

segunda-feira, 21 de abril de 2014

 No último sábado(19/04) muitos fiéis estiveram presentes na Celebração da Vigília Pascal na Paróquia Menino Jesus de Praga. O Armadura do Cristão fez o registro com Fotos e vídeos













 Batismo de adultos
 1ª Comunhão de adultos

Clique na imagem abaixo e confira todas as fotos da Vigília
http://armaduradcristao.blogspot.com.br/2014/04/vigilia-pascal.html

Sexta-feira Santa na Paróquia Menino Jesus de Praga

sábado, 19 de abril de 2014

Na última sexta-feira(18/04) ao meio dia, os fiéis reviveram os últimos momentos de agonia de Jesus na Paróquia Menino Jesus de Praga.



http://armaduradcristao.blogspot.com.br/2014/04/sexta-feira-da-paixao-oficio-da-agonia.html
Para ver todas as fotos do Ofício da Agonia clique na imagem acima


http://armaduradcristao.blogspot.com.br/2014/04/celebracao-da-paixao.html 
Clique na imagem acima e confira todas as fotos da Celebração da Paixão e Procissão

Quinta-feira Santa na Paróquia Menino Jesus de Praga

sexta-feira, 18 de abril de 2014

 

Nesta última quinta-feira(17/04), aconteceu na Paróquia Menino Jesus de Praga a Missa do Lava-pés, com adoração ao santíssimo até meia noite e em seguida a procissão do silêncio. 
O armadura do Cristão esteve presente e registrou todos os momentos da noite.


PARA VER TODAS AS FOTOS DA MISSA DO LAVA-PÉS CLIQUE NA IMAGEM ACIMA







CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E VEJA TODAS AS FOTOS DA ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO E DA PROCISSÃO DO SILÊNCIO


Procissão do Encontro

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Na noite desta quarta-feira (16/04), aconteceu a procissão do Encontro na Paróquia Menino Jesus de Praga.
Os homens saíram com o Padre Marcondes das proximidades do restaurante Oriente em direção à Paróquia.

 As mulheres, junto com o Diácono Roberto, saíram da Capela Nossa Senhora das Graças.

 Momento do Encontro

 
Fiéis acompanhando o momento de oração

 Momento de reflexão

 Padre Marcondes e Diácono Roberto

http://armaduradcristao.blogspot.com.br/2014/04/procissao-do-encontro-mulheres.html 
CLIQUE E VEJA AS FOTOS DA PROCISSÃO COM AS MULHERES

http://armaduradcristao.blogspot.com.br/2014/04/procissao-do-encontro-homens.html
 CLIQUE E VEJA AS FOTOS DA PROCISSÃO COM OS HOMENS

Celebração Penitencial para os homens

quarta-feira, 16 de abril de 2014

 Na noite desta terça-feira (15/04), aconteceu a celebração penitencial para os homens na Paróquia Menino Jesus de Praga.

 A celebração foi conduzida por Padre Marcondes e pelo Diácono Roberto

 Queima dos galhos secos

 Momento de oração

Clique na imagem acima e confira as fotos da celebração

Celebração Penitencial para as Mulheres

terça-feira, 15 de abril de 2014

  Na noite desta segunda-feira(14/04), na Paróquia Menino Jesus de Praga, aconteceu a celebração penitencial para as mulheres.
 

Foi uma noite de muita introspecção, reflexão e unção

 
As mulheres puderam confessar e receber a absolvição dos seus pecados. Seus galhos secos foram queimados em sinal de purificação e renovação.

 http://armaduradcristao.blogspot.com.br/2014/04/celebracao-penitencial-para-as-mulheres.html
Clique na imagem acima e confira todas as fotos destas celebração. 

Agradecemos à Renata Barbosa, colaboradora do Armadura do Cristão, que fez as fotos desta noite

Domingo de Ramos na Paróquia Menino Jesus de Praga

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Neste domingo(13/04) a Paróquia Menino Jesus de Praga iniciou a semana santa com muita unção nas celebrações e na procissão do Domingo de Ramos.




http://armaduradcristao.blogspot.com.br/2014/04/domingo-de-ramos-manha.html
Clique na imagem acima e confira as fotos da Celebração da manhã




 http://armaduradcristao.blogspot.com.br/2014/04/procissao-domingo-de-ramos.html
Clique na imagem acima e veja as fotos da Procissão de Ramos

 
http://armaduradcristao.blogspot.com.br/2014/04/domingo-de-ramos-celebracao-da-tarde.html
Clique na imagem acima e confira as fotos da Celebração da Tarde

Via Sacra das Crianças na Paróquia Menino Jesus de Praga

sábado, 12 de abril de 2014

Neste último sábado (12/04) foi vivida a Via Sacra do ECRI - Encontro de Crianças com Cristo da Paróquia.


As crianças também puderam viver os últimos momentos de Nosso Senhor Jesus Cristo.


A Via Sacra aconteceu na área externa da Paróquia e contou com a participação as crianças do Ecri, dos Casais do ECC e de adolescentes do EAC.


http://armaduradcristao.blogspot.com.br/2014/04/via-sacra-das-criancas-na-paroquia.html
Para ver todas as fotos clique na imagem acima




Nossos agradecimentos especiais à Tony Herbert que foi o nosso colaborador nesta tarde de sábado

Pesquisar neste Blog

Liturgia Diária

Liturgia Diária
Canção Nova

PC Magazine

PC Magazine
Informática e Eletrônicos

Novo Arcebispo da Arquidiocese da Paraíba - Dom Delson

Novo Arcebispo da Arquidiocese da Paraíba - Dom Delson

Projeto "Igreja no Cinema" - Fotos

Projeto "Igreja no Cinema" - Fotos
Paróquia Menino Jesus de Praga

10 Anos de Ordenação Diaconal - Fotos da Comemoração

10 Anos de Ordenação Diaconal - Fotos da Comemoração
Diácono Roberto Inocêncio

Fotos

Fotos
Paróquia Menino Jesus de Praga

Visitantes

Ajude o Laureano

Oração de exaltação a Santa cruz

Terço

Terço
Mãe da Divina Misericórdia

Mensagem

Campanha Vem Cuidar de Mim

Campanha Vem Cuidar de Mim
Assine aqui o abaixo assinado!

Conselhos do Papa Francisco

Mensagem

Mensagem
Monsenhor Jonas Abib

Reflexão

Frei Galvão

Frei Galvão
História

O Papa Francisco

O Papa Francisco
Vatican

Bíblia Católica On Line

Mensagem

Mensagem
Monsenhor Jonas Abib

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI
armaduradocristao@gmail.com

Horário das Missas na Paróquia Menino Jesus de Praga - Bancários

  • Quinta-feira - 19:30hs
  • Sexta-feira -06:00hs
  • Sábado - 19:00hs
  • Domingo - 8:00 e 17:00hs
  • Telefone: (83) 3235.5120

Siga o Armadura por e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

A ARMADURA DO CRISTÃO

A ARMADURA DO CRISTÃO
Leia Efésios 6, 10-20

Adoração ao Santíssimo

Adoração ao Santíssimo

Salmos on Line

Menino Jesus de Praga

blog do João Eduardo

Conselho de Segurança Comunitário dos Bancários

Arquivos Obras Timbó