Qual deve ser o papel do pai e da mãe na criação do filho?

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

O pai e a mãe precisam exercer, cada um, sua função na vida do filho

Todos nós precisamos de um pai e de uma mãe espiritual. A mãe tem uma disponibilidade afetiva, está sempre com os braços abertos. A figura paterna está necessariamente ligada à lei. E isso é fácil para a gente entender. A mãe e a criança estão ligadas, pois, primeiro, ela tem de segurar a criança no útero, depois, mantê-la em casa. É natural que a criança tenha mais cumplicidade com quem lhe deu à luz, porque elas viveram juntas nove meses. E o pai põe um limite na ligação entre ambas, sem quebrar essa união.
Muitas vezes, pensamos que o genitor entra para separar o filho da mãe, mas o papel dele é o equilíbrio; isso faz com que os nossos filhos cresçam nessa virtude [equilíbrio].
Qual deve ser o papel do pai e da mãe na criação do filho
Foto Ilustrativa: BraunS by Getty Images
No entanto, acontece, hoje, na sociedade, uma crise, pois ninguém mais quer ser pai e ninguém quer ser controlado. Mas alguém precisa assumir o encargo de colocar limites; e sabemos o quanto isso é necessário. É importante para você que é pai assumir essa missão de ser “lei”, ou seja, de ser limite em ser lar.
Outra coisa importante: mesmo onde não exista um pai biológico, alguém precisa assumir o papel paterno, e deve ser alguém do sexo masculino. Faz parte do desígnio de Deus, dentro da família real, que a figura masculina seja aquele que estabeleça esse limite; e alguém precisa assumir a realidade de pai.

E como colocar esses limites?

É importante compreender esse limite, para isso o pai precisa de uma virtude fundamental: a magnanimidade, que quer dizer “alma grande”. O genitor precisa ser magnânimo: “A águia não se alimenta de mosca”, essa ave de alma grande não come animais pequenos, somente os grandes.
Uma dica aos pais. Um excelente educador disse: “Não dê mais de uma ordem por mês nem explique muito”. O pai não deve se preocupar com pequenos defeitos, mas sim com os grandes. Você não deve encher a vida do seu filho de regrinhas, porque as regras desgastam a autoridade paterna. Não mande demais; faça-o somente para coisas importantes. Existe aí uma sabedoria de não gastar a autoridade do pai. É como uma faca: se a usarmos demais, ela se gastará; e quando precisarmos, ela não vai funcionar.
Talvez, você não tenha planejado ter filho naquele momento, mas Deus planejou o nascimento deste, e você agora o tem. Então, saiba que, desse momento em diante, sua vida está mudada. Você precisa dedicar tempo a ele. Quer um filho bom? Gaste tempo com ele. Vá ao cinema com seu filho, ao parque, você precisa investir tempo com ele. Se você não tem tempo, então, é porque colocou outras prioridades na frente dele.
A tendência dos filhos é querer a liberdade dos adultos, mas não querem as responsabilidades destes. Se o seu pai não lhe impuser as regras, a sociedade lhe colocará limites. É preciso também ir dando, aos poucos, responsabilidades para ele. Se o filho quer liberdade de adulto e responsabilidade de criança, algo está errado; enquanto ele estiver dentro de casa, será preciso assumir responsabilidades.
Você foi criado na lei de Deus; o filho quando se revolta na adolescência, sai de casa. Muitas vezes, aqueles que não têm coragem de fazer isso, concretamente, o fazem espiritualmente, vivem de cara emburrada, porque querem liberdade, mas não querem responsabilidades.
Quanto à formação espiritual: se seu filho diz não querer ir à Santa Missa, por exemplo, como pais, como vão educá-lo? Veja o que acontece: seu filho nasceu e você diz: “Não vou ensinar língua nenhuma, nem português, nem inglês. Quando ele crescer, resolve se quer falar português ou inglês ou a língua que ele quiser”. Ninguém faz isso, você mora no Brasil, todos falam português, então, todos aprendemos a falar português naturalmente. Da mesma forma, enquanto o seu filho estiver na sua casa, ele vai ser católico. Quando ele crescer, for um jovem adulto, se ele quiser mudar, ele muda [de religião]. Então, você que é pai: saiba recuperar sua autoridade, e isso se faz obedecendo a Deus, pois, quando as pessoas perceberem que você é o primeiro a obedecer ao Senhor, então elas vão começar a respeitá-lo como autoridade.

Fonte: Canção Nova

0 comentários:

Pesquisar neste Blog

Liturgia Diária

Liturgia Diária
Canção Nova

Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Arcebispo da Arquidiocese da Paraíba - Dom Delson

Arcebispo da Arquidiocese da Paraíba - Dom Delson
Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz

Comunidade do Timbó recebe Arcebispo Dom Delson

Comunidade do Timbó recebe Arcebispo Dom Delson
Bênção da reforma da Capela Santo Antônio

Como Retornar?

Como Retornar?
Dicas para voltar a ter intimidade com Deus

Missa de Cinzas - Fotos

Missa de Cinzas - Fotos
Paróquia Menino Jesus de Praga

Seja um Padrinho Vem Cuidar de Mim

Projeto "Igreja no Cinema" - Fotos

Projeto "Igreja no Cinema" - Fotos
Paróquia Menino Jesus de Praga

Missa da Véspera de Natal

Missa da Véspera de Natal
Paróquia Menino Jesus de Praga

10 Anos de Ordenação Diaconal - Fotos da Comemoração

10 Anos de Ordenação Diaconal - Fotos da Comemoração
Diácono Roberto Inocêncio

Visitantes

Ajude o Laureano

Oração de exaltação a Santa cruz

Terço

Terço
Mãe da Divina Misericórdia

Mensagem

Campanha Vem Cuidar de Mim

Campanha Vem Cuidar de Mim
Assine aqui o abaixo assinado!

Conselhos do Papa Francisco

Mensagem

Mensagem
Monsenhor Jonas Abib

Reflexão

Frei Galvão

Frei Galvão
História

O Papa Francisco

O Papa Francisco
Vatican

Bíblia Católica On Line

Mensagem

Mensagem
Monsenhor Jonas Abib

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI
armaduradocristao@gmail.com

Horário das Missas na Paróquia Menino Jesus de Praga - Bancários

  • Quinta-feira - 19:30hs
  • Sábado - 19:00hs
  • Domingo - 8:00 , 11:00 e 17:00hs
  • Telefone: (83) 3235.5120

A ARMADURA DO CRISTÃO

A ARMADURA DO CRISTÃO
Leia Efésios 6, 10-20

Adoração ao Santíssimo

Adoração ao Santíssimo

Salmos on Line

Menino Jesus de Praga

Arquivos Obras Timbó