Quem é do Senhor coloca n'Ele sua confiança

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Em todas as circunstâncias da vida, devemos fazer a oração de confiança

“Agora, pois, ajuda-me, a mim que estou sozinha e não tenho mais ninguém senão a ti, Senhor meu Deus” (Est 4,17bb).

 A rainha Ester, tão humilde, tão temente a Deus, vendo o perigo da morte se aproximar, aproximou-se do Senhor e não da morte. Veja que maravilha! Quando nós vemos o medo, o perigo, as situações difíceis se aproximarem de nós, não precisamos nos aproximar deles, mas do Senhor, e nos colocarmos diante da Sua presença e buscarmos n’Ele o nosso refúgio.
A rainha Ester prostrou-se por terra, de manhã até o anoitecer, e suplicou ao Deus de Abraão, ao Deus de Isaac e de Jacó, exaltou o Senhor Nosso Deus, pedindo perdão pelos seus pecados. Ela suplicou, implorou a intervenção divina, a mão e a ação do Pai.
Amados irmãos e irmãs, aprendemos com a rainha Ester, com tantos homens e mulheres das Sagradas Escrituras, sobretudo com Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, que a oração movimenta o céu, chega ao colo de Deus. Temos de aprender que a nossa oração precisa ser suplicante, de quem bate para a porta se abrir, de quem procura para poder achar, a oração de quem pede para ser dado.
Não deixemos, meus irmãos, de sermos insistentes, persistentes e suplicantes. Acima de tudo, de sermos confiantes. Não adianta fazermos a oração do desespero. Quando a morte se aproximou da rainha Ester, ela não se jogou no pranto do desespero, mas no pranto da confiança no Senhor. Ela suplicou sem cessar, entregou-se de alma e coração ao Senhor Nosso Deus.
Quem dera que todos nós, diante das diversas circunstâncias da vida, fizéssemos a oração de confiança e súplica! O modo de nos relacionarmos com Deus, quando vêm as provações e situações difíceis é, para alguns, de desespero. Algumas pessoas recorrem a meios nada santos ou saudáveis para a vida humana; outros se deixam corromper por práticas condenadas por Deus, desesperam-se e aceitam o “tudo vale” para resolver as situações da vida.
Aquele que é do Senhor coloca n’Ele sua confiança. Aquele que não quer simplesmente viver, mas viver em Deus, busca n’Ele a razão para sua vida. Por isso, meus irmãos, que a nossa oração seja cada vez mais uma oração de um filho que confia no pai, pois sabe que este lhe dá coisas boas, dá a seu filho o que ele pede quando está necessitado. Sejamos um bom filho, que sabe confiar e sabe quem é o pai que tem.

Deus abençoe você!

Fonte: Canção Nova

0 comentários:

Pesquisar neste Blog

Assessores dos juízes de primeiro grau do TJPB lançam a Campanha Corrente do Bem

Liturgia Diária

Liturgia Diária
Canção Nova

Corrente do Bem - Assessores 1º Grau - TJPB

Corrente do Bem - Assessores 1º Grau - TJPB
Em tempos de Pandemia, é hora da Solidariedade!

Arcebispo da Arquidiocese da Paraíba - Dom Delson

Arcebispo da Arquidiocese da Paraíba - Dom Delson
Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz

Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes

A ARMADURA DO CRISTÃO

A ARMADURA DO CRISTÃO
Leia Efésios 6, 10-20

Conselhos do Papa Francisco

Oração de exaltação a Santa cruz

Como Retornar?

Como Retornar?
Dicas para voltar a ter intimidade com Deus

Mensagem

Mensagem
Monsenhor Jonas Abib

Terço

Terço
Mãe da Divina Misericórdia

Mensagem

Reflexão

Frei Galvão

Frei Galvão
História

O Papa Francisco

O Papa Francisco
Vatican

Bíblia Católica On Line

Seja um Padrinho Vem Cuidar de Mim

Missa de Cinzas - Fotos

Missa de Cinzas - Fotos
Paróquia Menino Jesus de Praga

Mensagem

Mensagem
Monsenhor Jonas Abib

Ajude o Laureano

Campanha Vem Cuidar de Mim

Campanha Vem Cuidar de Mim
Assine aqui o abaixo assinado!

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI
armaduradocristao@gmail.com

Adoração ao Santíssimo

Adoração ao Santíssimo

Salmos on Line

Menino Jesus de Praga

Arquivos Obras Timbó