REZE! Antes de mais nada, interceda

sexta-feira, 18 de outubro de 2019


De acordo com o Dicionário Conciso de Oxford, a intercessão é “uma oração ou petição feita em nome de outro”.

O Catecismo da Igreja Católica nos ensina que “a oração de intercessão consiste numa petição em favor de outrem” (CIC 2647). “A intercessão é uma oração de petição que nos conforma de perto com a oração de Jesus. É Ele o único intercessor junto do Pai em favor de todos os homens, em particular dos pecadores” (CIC 2634). De alguma forma, o entendimento popular sobre intercessão é de que ela é algo previsto para pessoas especializadas, que possuem um dom ou um chamado para a intercessão ou para aqueles diretamente envolvidos no ministério de intercessão.

Muitas das nossas comunidades, ministérios e grupos de oração possuem um ministério de intercessão, além disso, as pessoas que têm esse chamado especial são as designadas com a responsabilidade de interceder. Tenho ouvido líderes e membros envolvidos em outros ministérios normalmente dizerem: “a intercessão não é a minha praia”. De acordo com eles, somente algumas pessoas recebem um chamado especial para interceder. A compreensão de São Paulo sobre a intercessão é bem diferente dessa noção popular:

“Acima de tudo, recomendo que se façam preces, orações, súplicas, ações de graças por todos os homens, pelos reis e por todos os que estão constituídos em autoridade, para que possamos viver uma vida calma e tranquila, com toda a piedade e honestidade” (1Tm 2,1-2).

Antes de mais nada, interceda
Foto ilustrativa: Arquivo CN/cancaonova.com

Intercessão como primeira prioridade
São Paulo coloca a intercessão como primeira prioridade. De acordo com ele, todo mundo é chamado a interceder e
devemos interceder por todos. De modo especial, devemos interceder pelos que estão constituídos em autoridade, para que possamos ter uma vida de paz e piedade. Se levarmos a sério essa exortação, nós logo perceberemos a razão pela qual não estamos sendo capazes de ter uma vida em paz e piedade no tempo presente. Nos sentimos bastante tristes ao ver o declínio da fé, a perversão, o materialismo e o crescimento da influência dos poderes das trevas ao nosso redor, isso porque falhamos ao não assumirmos a intercessão com a seriedade que ela merece.

Estamos entristecidos com os escândalos em todas as esferas de liderança – política, social, religiosa etc. A questão
é: estamos rezando suficientemente por aqueles constituídos em autoridade em todas essas esferas? Se, hoje, nós ou nossos irmãos e irmãs somos incapazes de “viver uma vida calma e tranquila, com toda a piedade e honestidade”, não seria pelo fato de não termos rezado suficientemente “por todos os que estão constituídos em autoridade”?

Podemos estar envolvidos na administração, no trabalho pastoral, na educação, nas obras sociais, na evangelização, nos serviços sociais, no ministério de cura ou nos apostolados das mídias sociais. Seja qual for o ministério que estejamos envolvidos, antes de tudo, somos chamados a interceder. Um certo palestrante sobre intercessão explica assim:

“Todos os ministérios estão ligados ao ministério da intercessão. Imagine um imenso guarda-chuva representando a Igreja. Ele tem aquelas diversas varetas de sustentação do tecido, sendo que cada vareta dessas representa os diferentes ministérios da Igreja, mas a haste central, aquela à qual estão ligadas todas as varetas dele,
é a intercessão. Assim como a haste central estabiliza as varetas e ajuda o guarda-chuva a realizar a sua missão, da mesma forma os intercessores estabilizam a Igreja e permitem que ela realize sua missão de uma forma toda especial. Os intercessores estabilizam os ministérios, pois é a partir da profunda oração de intercessão que as graças de Deus e o poder de Deus fluem para todos os ministérios.” Porque a intercessão é a usina de força de todos e de cada ministério no qual estamos envolvidos..

Exemplo de Jesus
Quando se fala de intercessão, nós temos o poderoso exemplo do próprio Jesus. Nos dias de Sua vida mortal, dirigiu preces e súplicas, entre clamores e lágrimas, para Aquele que O podia salvar da morte, e foi atendido pela Sua piedade (Hb 5,7).

O ministério de Jesus começou com os quarenta dias de oração e jejum e continuou a ser encharcado de orações. Antes da escolha dos doze discípulos, Jesus passou uma noite inteira em oração (Lc 6,12-13). Jesus orou por Pedro, para que sua fé não fraquejasse (Lc 22,31-32). Jesus orou por mais trabalhadores (Mt 9,37-38). Ele intercedeu pelo mundo inteiro e, portanto, por cada um de nós (Jo 17,6-26). Jesus redimiu os pecados de toda a humanidade por meio da Sua paixão e morte na cruz (Rm 4,25). Esse foi o maior ato de intercessão de Jesus. Até mesmo na cruz, Jesus orou por seus inimigos (Lc 23,34).

Jesus continua sua intercessão:
Ao nosso Sumo Sacerdote, entretanto, compete ministério tanto mais excelente quanto ele é mediador de uma aliança mais perfeita, selada por melhores promessas (Hb 8,6).

São Paulo nos diz que Jesus, sentado à direita de Deus, está, de fato, intercedendo por nós (Rm 8,34). Isso porque Ele “deseja que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade” (1Tm 2,4).

A intercessão deveria ser o detonador e o primeiro movimento de todas as nossas iniciativas. O cavalo precisa ser colocado à frente da carroça. O sucesso do nosso ministério vai depender da intensidade com a qual intercedemos por nossos projetos, programas e pelas pessoas que atingimos. São João Paulo II enfatizou o papel da intercessão na eficácia da evangelização: “A oração deveria acompanhar o dia a dia do missionário, de modo que, a proclamação da Palavra seja efetiva por meio da graça de Deus” (Redemptoris Missio 78).

A maior necessidade de hoje é a de intercedermos pela Igreja e pela sua missão no mundo. Sem o crescimento da quantidade de evangelistas, missionários e obreiros cristãos, só veremos a multiplicação do resultado desse trabalho se tratarmos de multiplicar a oração na Igreja. Talvez, não sejam todos capazes de pregar e alcançar o mundo
longínquo evangelizando, mas algo que todos nós podemos fazer é interceder. E essa é a melhor coisa que podemos fazer. A chave para a evangelização do mundo é a sua e a minha oração.

Vamos começar ainda hoje, agora mesmo?

Texto extraído do livro “Intercessão Profética: Resposta aos Sinais dos Tempos“, de Cyril John.

0 comentários:

Pesquisar neste Blog

Liturgia Diária

Liturgia Diária
Canção Nova

Arcebispo da Arquidiocese da Paraíba - Dom Delson

Arcebispo da Arquidiocese da Paraíba - Dom Delson
Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz

Fale conosco

Nome

E-mail *

Mensagem *

Visitantes

A ARMADURA DO CRISTÃO

A ARMADURA DO CRISTÃO
Leia Efésios 6, 10-20

Conselhos do Papa Francisco

Oração de exaltação a Santa cruz

Como Retornar?

Como Retornar?
Dicas para voltar a ter intimidade com Deus

Mensagem

Mensagem
Monsenhor Jonas Abib

Terço

Terço
Mãe da Divina Misericórdia

Mensagem

Reflexão

Frei Galvão

Frei Galvão
História

O Papa Francisco

O Papa Francisco
Vatican

Bíblia Católica On Line

Missa da Forania Praia Sul

Missa da Forania Praia Sul
Santo Antônio do Menino Deus

Missa de Natal - Fotos

Missa de Natal - Fotos
Paróquia Menino Jesus de Praga

255ª Romaria da Penha

255ª Romaria da Penha
Fotos Romeiros

Seja um Padrinho Vem Cuidar de Mim

Comunidade do Timbó recebe Arcebispo Dom Delson

Comunidade do Timbó recebe Arcebispo Dom Delson
Bênção da reforma da Capela Santo Antônio

Missa de Cinzas - Fotos

Missa de Cinzas - Fotos
Paróquia Menino Jesus de Praga

Mensagem

Mensagem
Monsenhor Jonas Abib

Projeto "Igreja no Cinema" - Fotos

Projeto "Igreja no Cinema" - Fotos
Paróquia Menino Jesus de Praga

Missa da Véspera de Natal

Missa da Véspera de Natal
Paróquia Menino Jesus de Praga

10 Anos de Ordenação Diaconal - Fotos da Comemoração

10 Anos de Ordenação Diaconal - Fotos da Comemoração
Diácono Roberto Inocêncio

Ajude o Laureano

Campanha Vem Cuidar de Mim

Campanha Vem Cuidar de Mim
Assine aqui o abaixo assinado!

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI
armaduradocristao@gmail.com

Horário das Missas na Paróquia Menino Jesus de Praga - Bancários

  • Quinta-feira - 19:30hs
  • Sábado - 19:00hs
  • Domingo - 8:00 , 11:00 e 17:00hs
  • Telefone: (83) 3235.5120

Adoração ao Santíssimo

Adoração ao Santíssimo

Salmos on Line

Menino Jesus de Praga

Arquivos Obras Timbó